[Harren Greyjoy] Maegelle

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Harren Greyjoy] Maegelle

Mensagem por Quellon Greyjoy em 13.10.17 1:13


Harren Greyjoy

Os mares estavam nervosos, ocorreu algumas turbulências na viagem, contudo, ocorreu tudo bem. Havíamos chegado em Fidalporto. Na noite anterior, havíamos bebido demais e acabei dormindo com uma puta chamada Yara, se não me engano, ela era de Lys. Dane-se, quem se importa? O sol estava começando a aparecer, não havia nenhuma recepção honrosa me esperando, saudades de comida da Campina, o filho da puta do meu tio deveria estar aproveitando, pena que não poderia dormir com ninguém, deveria cortejar a honrosa flozinha do campina.

O cheiro de merda e peixe já havia subido as minhas narinas, certamente estávamos realmente de volta a Pyke. Despedi dos mercadores, peguei meu cavalo e desembarquei do navio em Fidalporto, com alguns mantimentos e ouro, cavalguei até o Castelo de Pyke, direto para o Grande Forte.

***

Chegando na Fortaleza, não pude deixar da observar que os muros já estavam basicamente reconstruídos, o que me deixou muito grato, a Rebelião Blacktyde foi de certo a maior tolice que ele havia visto. Eu não havia lutado diretamente, mas os soldados disseram que foi sangrento, tio Quellon havia perdido até o olho direito – aquilo foi engraçado. Ele sempre se achava o grande pegador, agora era um caolho, adorava as ironias da vida.

“Lorde Harren, não sabíamos que chegaria tão cedo..." - disse um dos guardas que estavam nos portões - “Irei avisar ao Meister Richard e Sor Dagon Harlaw.”

“Não precisa. Já estou subindo, onde eles estão?” - disse para o guarda.

“No Salão Principal, analisando algumas cartas...” - disse uma voz um tanto familiar - “Chegou cedo para quem foi festejar com as mocinhas da campina? O que aconteceu matou Lorde Tyrell?" - assim que disse soltou uma gargalhada, era Germund Tawney, irmão mais velho de Urrun.

“Germund! Seu besta! Lorde Greyjoy disse para voltar e tomar as rédeas da situação.” - tentei disfarçar o real motivo de minha chegada, mas dane-se ele era meu amigo - “...e eu acabei chamando Lady Helena de puta.” - após dizer isso ambos caímos na risada.

Conversamos por um bom tempo, relembramos da nossa missão de captura dos navios Blacktyde, foi glorioso. Em seguida, parti para o Grande Forte. Passei rapidamente pelos corredores até chegar ao Salão Principal, lá dentro estavam Sor Dagon, Meister Richard e para minha surpresa Lady Osha Blacktyde, minha prometida, filha do traidor.

“Lorde Harren? Que surpresa agradável. Lorde Quellon veio junto contigo?" - perguntou Meister Richard, ele parecia preocupado.

“Olá Harren.” - disse Lady Osha. Ela era a garota mais linda que eu já havia visto. Ruívos eram raros nas Ilhas de Ferro, mas o Deus Afogado a honrou com belos fios ruivos e olhos que pareciam o mar azul de Pyke. - “Espero que tenha feito uma boa viagem.” - disse ela forçando sorriso.

“Depois vocês começam o papinho entediante de noivos.” - cortou Sor Dagon - “Temos problemas mais urgentes. Onde está Lorde Greyjoy? Ele veio contigo?”

“Infelizmente não, meu tio irá permanecer na Campina até consolidar sua alianca.” - disse tentando não gaguejar - “Tio Quellon pediu para que eu governasse em seu lugar. Diga-me Sor Dagon, que porra de problemas são esses?” - disse olhando para os três

“Recebemos corvos de Porto Real e Pedra do Dragão” - de suas mangas puxou dois cartas - “Devemos escolher nosso lado o mais rápido possível”

Spoiler:
Lorde Greyjoy, venho por meio desta solicitar que seu apoio permaneça sobre nossa causa, e me ajude a conquistar os 7 reinos, em meu nome, por meu pai e pela justiça. Prometo-lhe que seu apoio me será de grande valia, e serás recompensando com terras e aliados. Estarei convocando Lorde Greyjoy e sua comitiva até Dorne, para uma reunião com sua Princesa e os demais aliados. Famores Justiça.

Lorde Greyjoy, seu Rei Valerion I solicita: Para que seus títulos sejam mantidos e sua honra perante aos 7 Reinos, sua presença em Porto Real é requisitada. Caso aceite se ajoelhar e declarar Rei Valerion I como seu único Senhor e Rei, seus crimes serão perdoados e poderá manter suas Terras e Títulos, caso não acate estas condições, a Fúria do Dragão cairá sobre você e sua casa.

Assim que li ambas as cartas, fiquei preocupado. Essa decisão seria melhor tomada por tio Quellon. Contudo, se Quellon havia me posto para governar, mostraria que poderia fazer isso por minha própria conta. Já estava na hora de mostrar que poderia tomar as decisões, olhei para os três.

“Nem eu, ou Lorde Quellon estávamos presentes na votação sobre a sucessão do trono, foi obra de Kouder, aquele bastardo. Enfim, Rei Valerion nos ameaça com suas palavras, e não nos promete nada em troca de lealdade.” - disse para todos reunidos ali

“Lorde Harren, nossos aliados Tyrell estão do lado de Valerion, não seria prudente tomar partido de outro rei” - disse Meister Richard

“ Os Greyjoy não precisam de depender de aliados para tomar as decisões” - disse abruptamente para Meister Richard - “Rainha Maegelle nos oferece terras e aliados, ela faz mais o nosso estilo."

“Não seja tolo Harren, apenas reconheça o governo de Valerion, essa Rainha Maegelle quer fazer uma rebelião" – disse Osha com pesar nos olhos, ela se pôs a chorar e saiu do Salão.

“Temo em concordar com Harren, a decisão já havia sido tomada antes de Quellon subir ao poder, apoiaremos Rainha Maegelle.” - disse Sor Dagon sensatamente

“Então faremos o seguinte: Responderemos em favor da Rainha Maegelle, em breve iremos para Dorne. Quanto a Rei Valerion, iremos deixar que a mensagem aprodeça até que ele esqueça das Ilhas de Ferro. Espero que meu primo chegue antes, enquanto ele não chega, as coisas ficaram assim.” - disse para Sor Dagon e Meister Richard que consentiram gentilmente. - “Irei para os meus aposentos, e logo conversarei com Lady Osha, ela deve estar triste, e não culpo por isso, o massacre a família dela, foi triste, porém necessário”

“Faz bem, garoto” - disse Sor Dagon - “Caso seu primo morra, você irá assumir Pyke, e ela será quem te trará herdeiros, cuide de seu tesouro, marujo”

“Surpreendente, Sor Dagon, nunca imaginei que sairia de sua boca nefasta isso.” - disse Meister Richard sorrindo - “Lorde Harren, se me der licença enviarei um corvo até Pedra do Dragao e enviarei um mensageiro até Jardim de Cima, será demorado, contudo, será bom Lorde Quellon mantenha a discrição e repense sua alianca.” - assim que disse saiu do Salão Principal junto com Sor Dagon.

O Salão encheu-se de silencio. Um deus que era o pai, o guerreiro e o estranho, que tomou a mãe, a donzela e a velha como suas esposas de sal e manteve o ferreiro como escravo, o Deus Afogado queria guerra, e quando ele desejava ninguém poderia impedir.

Spoiler:
Rainha Maegelle, eu, Harren Greyjoy, regente das Ilhas de Ferro na ausência de meu tio, Lorde Quellon Greyjoy, soberano das Ilhas de Ferro, com poder investido a mim, a proclamo Rainha de Westeros. A Casa Greyjoy lhe dará todo apoio necessário, em troca de suas promessas, espero que não sejam vazias. Nós veremos em breve. Aguardo resposta.
Harren Greyjoy, Regente das Ilhas de Ferro
__________________________________________________________
avatar
Quellon Greyjoy
Lorde Greyjoy
Lorde Greyjoy

Casa : Greyjoy
Local de Nascimento : Pyke, Ilhas de Ferro
Masculino

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum